Featured Video

Páginas

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Economia: Petroleira de Eike Batista admite ter caixa só até o fim deste ano


São Paulo e Rio (AE) - A petroleira OGX, do empresário Eike Batista, informou ontem só ter caixa até o fim de dezembro. Por isso, precisa da injeção de recursos de seus credores ou novos investidores, mas a recuperação judicial parece cada vez mais próxima. Nesta madrugada, a companhia anunciou o encerramento, sem acordo, das negociações de meses com detentores de títulos de dívida emitidos no exterior, com valor de face de US$ 3,6 bilhões.
DivulgaçãoEike Batista, empresário: crise de confiança na empresa, demissões e produção frustrada
Eike Batista, empresário: crise de confiança na empresa, demissões e produção frustrada

A companhia também divulgou em seu site documento com apresentações feitas aos credores externos, revelando a demissão de 150 funcionários no fim deste mês, revisões para baixo nas perspectivas de produção do Campo de Tubarão Martelo (o principal da petroleira) e a negociação para vender a operação de gás natural no Maranhão para a Eneva, ex-empresa do Grupo EBX

Em documento assinado pela Blackstone, a empresa fala em redimensionar as ambições e deixar para trás o passado recente de “otimismo excessivo, óleo insuficiente”, com metas “mais que ambiciosas” e “caixa estrangulado”. Para tentar convencer os investidores, a petroleira aponta como objetivos Tubarão Martelo e Atlanta (BS-4).

Ações
As más notícias derrubaram as ações da OGX em 20,69%, cotadas a R$ 0,23. O desempenho respondeu por 0,77 ponto porcentual da queda do Ibovespa, ou cerca de 80% da baixa de 0,97% do principal índice de ações da Bolsa.

Numa apresentação feita no último dia 23 para o grupo financeiro Rothschild, a OGX diz que precisaria de US$ 250 milhões em empréstimos adicionais até abril de 2014.


0 comentários:

Postar um comentário