Featured Video

Páginas

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Economia: Eólicas puxam crescimento das energias renováveis


Rio de Janeiro (ABr) - A participação de fontes renováveis de energia na capacidade instalada de geração elétrica do Sistema Interligado Nacional (SIN) terá um crescimento de 2% ao longo dos próximos dez anos, passando de 83,8% em 2012 para 85,8% em 2022. A projeção consta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE), divulgado ontem pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

O estudo, com o horizonte de 2022, ficará em consulta pública no Ministério de Minas e Energia até 10 de novembro e pode ser acessao no endereço:  www.epe.gov.br. 

De acordo com a EPE, o aumento da participação de fontes renováveis se dará principalmente devido a um crescimento expressivo do parque eólico, que saltará de 1,5% no final de 2012 para 9,5% em 2022. A capacidade instalada das usinas eólicas, atualmente em torno de 1,8 mil megawatts (MW) subirá para 17,4 mil MW no decênio.

O PDE 2022 projeta ainda uma expansão significativa das hidrelétricas, com a geração hídrica de mais 34 mil MW, o que representa o maior crescimento absoluto em termos de capacidade instalada. 

No entanto, devido à maior contribuição de outras fontes geradoras de energia, a participação relativa das hidrelétricas cairá de 71% em 2012 para 65% em 2022. 

Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário