Featured Video

Páginas

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 25 milhões nesta quarta


Por G1
O sorteio 1.895 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 25 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quarta (18), em Teófilo Otoni (MG).

De acordo com a Caixa Econômica Federal, com o valor integral do prêmio, o ganhador poderá comprar 26 imóveis de R$ 950 mil cada um. Se quiser investir na poupança, receberá mensalmente R$ 171 mil em rendimentos.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Seguro-desemprego terá pagamento escalonado em janeiro: veja perguntas e respostas


Por Taís Laporta, G1
O seguro-desemprego é um benefício que oferece auxílio em dinheiro ao trabalhador que perdeu o emprego. Em 2017, o menor valor da parcela corresponde ao salário mínimo reajustado pela inflação, de R$ 937.

Em janeiro, o pagamento do benefício será feito de forma escalonada. Os valores já virão com o reajuste de 6,58% nas parcelas, anunciado na semana passada. A justificativa do ministério para a medida é o "grande volume de pagamentos" previsto para o período de 11 a 22 de janeiro.

Tire suas dúvidas sobre o seguro-desemprego:

Quando o trabalhador pode pedir o seguro-desemprego?
Só tem direito ao benefício o trabalhador que foi dispensado sem justa causa, não tenha renda própria, não receba o benefício de prestação continuada da Previdência Social (exceto pensão por morte ou auxílio-acidente) e tenha recebido salários de pessoas jurídicas em três situações:

1 - Por pelo menos 18 meses, para quem faz o pedido pela primeira vez;
2 - Por pelo menos 12 meses, para quem pede pela segunda vez;
3 - Pelo menos 6 meses, para quem faz o terceiro pedido do benefício.

Quem mais tem direito a receber o benefício?
Também podem receber o benefício o pescador artesanal durante o período de defeso; o trabalhador doméstico que for dispensado sem justa causa, mesmo que de forma indireta; e o trabalhador resgatado de situações semelhantes à de escravidão.

Como é feito o pagamento?
Ele é pago de três a cinco parcelas de forma contínua ou alternada. O trabalhador pode fazer o pedido por até três vezes.

Quantas parcelas o trabalhador tem direito a receber?
3 parcelas:
Quem trabalhou entre 6 e 11 meses e faz o pedido pela 3ª vez.

4 parcelas: 
Quem trabalhou entre 18 e 23 meses nos últimos 36 meses, e faz o pedido pela 1ª vez.
Quem trabalhou entre 12 e 23 meses e faz o pedido pela 2ª vez.
Quem trabalhou entre 12 e 23 meses e faz o pedido pela 3ª vez.
5 parcelas:
Quem trabalhou por pelo menos 24 meses e faz o pedido pela 2ª vez.
Quem trabalhou por pelo menos 24 meses e faz o pedido pela 3ª vez.

Qual o prazo para fazer o pedido?
O trabalhador pode pedir o seguro-desemprego entre o 7º e 120º dia após a data da demissão do emprego.

Qual o valor do pagamento?
O valor das parcelas é calculado por uma média dos salários dos três meses anteriores à dispensa. O valor do seguro-desemprego é definido com base em uma tabela com três faixas salariais: 

a) até R$ 1.450,23; 
b) entre R$ 1.450,24 e R$ 2.417,29; 
c) acima de R$ 2.417,29. 

Qual o valor máximo pago no seguro-desemprego?
O valor da maior parcela é paga a trabalhadores que ganhavam a faixa salárial mais alta (acima de R$ 2,417,29) e aumentou em 2017 de R$ 1.542,24 para R$ 1.643,72, uma diferença de R$ 101,48. O reajuste das parcelas é feito todos os anos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior.

Qual o valor mínimo do benefício?
A menor parcela do seguro-desemprego não pode ser inferior ao salário mínimo, que foi reajustado pela inflação em 2017 para R$ 937,00.

Onde é possível fazer o pedido?
O benefício pode ser requerido nas DRT (Delegacia Regional do Trabalho), no SINE (Sistema Nacional de Emprego) ou nas agências credenciadas da Caixa, no caso de trabalhador formal.

Como fazer o pedido?
O trabalhador deve comparecer pessoalmente em um dos locais de sua preferência, com os documentos exigidos. Veja aqui a relação.

Quanto tempo leva para receber o dinheiro após o pedido?
Pelas regras, o seguro-desemprego deve ser pago em até 30 dias após seu requerimento, mas há locais nos quais o valor é depositado antes.

Como serão feitos os pagamentos de janeiro de 2017?
O pagamento será feito de forma escalonada. Os benefícios serão liberados gradualmente pelas agências da Caixa Econômica Federal, ordenados pelo número final do PIS. De acordo com o calendário, recebem os trabalhadores cujos últimos dígitos do PIS sejam 1 e 2. O processo segue até 21 de janeiro, quando recebem os trabalhadores que tenham os dígitos finais do PIS 9 e 0. Veja o calendário abaixo:

Enem 2016: Inep divulga notas nesta quarta


Por G1
As notas individuais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 serão divulgadas nesta quarta-feira (18), segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A princípio, elas seriam divulgadas somente na quinta (19), mas o governo resolveu antecipar o resultado. A coletiva está prevista para as 11h.

As notas do Enem podem ser usadas para disputar vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificado (Sisu), bolsas no ensino superior privado pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Candidatos com mais de 18 anos podem ainda usar o Enem para receber a certificação do ensino médio.

Mudanças no Enem 2017
Nesta quarta também está prevista a abertura da consulta pública sobre a edição de 2017 do Enem. O MEC estuda maneiras de economizar na realização do próximo exame. Entre as decisões já tomadas está eliminar uma das funções do Enem: a certificação de conclusão do ensino médio. A partir deste ano, pessoas maiores de 18 anos que não terminaram o ensino médio na idade regular deverão fazer o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

O Inep afirmou ao G1 que ainda não há informações sobre por quanto tempo a consulta ficará no ar, mas que uma portaria definindo as regras da consulta pública será divulgada nos próximos dias no "Diário Oficial da União".

Sisu
O Ministério da Educação também deve divulgar hoje o calendário com as datas de inscrições da edição do primeiro semestre do Sisu. Estudantes que fizeram qualquer uma das três edições do Enem realizadas em 2016 poderão concorrer a vagas pelo sistema.

Oito municípios potiguares registram chuva nas últimas 24 horas, com destaque de 83mm em Major Sales


Oito municípios potiguares registraram chuva nas últimas 24 horas, com destaque de 83mm para a cidade de Major Sales. O dado é da EMPARN.
Confira abaixo a íntegra do Boletim Pluviométrico:
Per.: das 7:00hs de 16/01/2017 as 7:00hs de 17/01/2017

No. Postos Existentes: 198                No. Postos sem Contato:  77
No. de Postos com Chuva:   8               No. de Postos sem Chuva: 113

MESORREGIAO OESTE POTIGUAR 
Major Sales(Prefeitura)                                  83,3
Parana(Emater)                                           32,0
Ipanguacu(Base Fisica Da Emparn)                          4,8
Alto Do Rodrigues(Emater)                                 4,0
Riacho De Santana(Emater)                                 3,0
Tenente Ananias(Emater-st Mororo)                         2,0

MESORREGIAO CENTRAL POTIGUAR
Cerro Cora(Emater)                                        2,6

MESORREGIAO LESTE POTIGUAR
Natal                                                     4,0


 DeFato

Rebelião: Veja o perfil e fotos dos cinco presos que teriam comandado chacina


Do Blog do BG/DeFato
A Polícia Civil do Rio Grande do Norte ouviu cinco detentos, que participaram da rebelião que aconteceu no último sábado (14), na Penitenciária de Alcaçuz. Foram ouvidos José Cláudio Candido do Prado, 37 anos; Tiago de Souza Soares, 30 anos; Paulo da Silva Santos, 42 anos; João Francisco dos Santos, 30 anos e Paulo Márcio Rodrigues de Araújo, 31 anos.

Os presos foram ouvidos na Central de Flagrantes da Polícia Civil, nesta segunda-feira (16), pelo delegado Marcos Vinícius (DHPP), integrante da comissão designada para investigar as mortes ocorridas em Alcaçuz.

Os detentos que participaram do motim serão indiciados pela Polícia Civil por todos os crimes que cometeram durante a rebelião. “Através de investigações, realizamos o flagrante de parte dos chefes de facções criminosas, e a partir disso também identificaremos outros participantes dos crimes, sejam de homicídio, tentativa de homicídio, lesão corporal, associação criminosa ou danos ao patrimônio público. Eles serão indiciados por essas práticas e colocados no sistema penitenciário”, afirma o delegado geral de Polícia Civil, Claiton Pinho.

“Flagranteamos essas pessoas apontadas como líderes, e a partir disso iremos apurar tudo o que aconteceu ali em Alcaçuz. Os autores desses crimes precisam ser responsabilizados e para que isso aconteça estamos trabalhando para a identificação desses e dos demais participantes. Através dos resultados obtidos nesta segunda-feira, demos um passo inicial importante para uma grande investigação”, destaca a diretora de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN), Sheila Freitas.

“No local do crime, nossos policiais conseguiram colher materiais para análises e isto nos ajudou a identificar a autoria dos crimes. A investigação de todos os delitos cometidos em Alcaçuz serão investigados por uma comissão de delegados que já está definida”, detalhou o delegado Marcos Vinícius dos Santos.


Quem são os detentos ouvidos pela Polícia Civil:
1) José Cláudio Candido do Prado: Ele foi condenado a 75 anos de prisão pela prática dos crimes de homicídio, roubo e tráfico de drogas. José Cláudio é do Estado de Mato Grosso.
2) Tiago de Souza Soares: Condenado a 38 anos e seis meses pela prática dos crimes de homicídio e tráfico de drogas.
3) Paulo da Silva Santos: condenado a 32 anos pelos crimes de extorsão e tráfico de drogas.
4) José Francisco dos Santos: condenado a 39 anos por ter matado o jornalista F Gomes.
5) Paulo Márcio Rodrigues de Araújo: é preso provisório, ainda não foi condenado. Ele é da cidade de Ipanguaçu.
Os cinco presos serão transferidos para presídios de outros Estado, provavelmente na tarde desta terça-feira (17). O Ministério da Justiça disponbilizou uma aeronava para a tranferência dos acusados, a pedido do governador Robinson Faria.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

RN vai contratar agentes e convocar PMs da reserva para 'debelar' crise


Do G1 RN
O governo do Rio Grande do Norte anunciou a tomada de medidas emergenciais para pôr fim à crise no sistema prisional. No final de semana, 26 pessoas morreram durante uma rebelião na Penitenciária de Alcaçuz. Os presos continuam amotinados no local. As medidas foram definidos em reunião realizada na manhã desta terça-feira (17), no Gabinete Civil.

Entre as ações anunciadas estão a contratação de 700 agentes penitenciários temporários; a construção de obstáculo separando os pavilhões 4 e 5 dos demais; a aplicação de brita e asfalto no perímetro externo da penitenciária; e o encaminhamento do anteprojeto de lei para convocação de reservistas da Polícia Militar para o serviço ativo.

Foram designados para executar as medidas emergenciais as secretarias de Segurança, Justiça, Administração, Infraestrutura, Procuradoria Geral do Estado, Consultoria Geral do Estado, Departamento de Estradas e Rodagem, Polícia Militar e Gabinete Civil.

Equipe do Ministério Público 
O Ministério Público designou quatro bacharéis para atuar na crise do sistema prisional do estado, especialmente em relação à rebelião em Alcaçuz. A equipe deve investigar crimes, faltas disciplinares dos presos e casos de improbidade administrativa de agentes públicos, além de promover políticas públicas.

Os promotores designados são Danielli Christine de Oliveira, Antônio Carlos Lorenzetti, Vítor Emanuel de Medeiros e Hellen de Macêdo. O MP determinou que a equipe terá “todo o apoio necessário” do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), dos Centros de Apoio Operacional das Promotorias (Caop) Criminal e Patrimônio e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Rebelião
No último fim de semana os presos de Alcaçuz se rebelaram. 26 pessoas foram mortas. Destas, 15 foram decapitadas. A rebelião foi controlada na manhã de domingo (15).

Na manhã desta terça, presos voltaram a se rebelar. Com barricadas, os presos do Sindicato se posicionaram diante do pavilhão onde estão os detentos do PCC.

Havia um muro que isolava das demais áreas o pavilhão 5, derrubado durante a rebelião no final de semana. Desde então, policiais em guaritas tentam evitar o confronto entre as duas facções, por meio de munições não-letais, afirmou Virgolino. Entre elas estão balas de borracha.

O governo do Rio Grande do Norte pediu ajuda ao governo federal para retomar o controle do presídio. Virgolino disse nesta terça esperar fazer até sexta a recontagem dos presos no local, o que exige isolar os detentos nos seus respectivos pavilhões.


Em Alcaçuz não há grades nas celas desde uma rebelião em 2015; os presos circulam livremente pela prisão - agentes penitenciários se limitam a ficar próximos à portaria.

Salário de dezembro dos servidores será pago, afirma prefeito Dr Thiago durante assembléia


O Sindicato dos Servidores de Carnaubais (SINDISEC) convocou todos os filiados a entidade a participarem de assembleia geral na noite desta segunda 16.

A pauta norteadora foi o pagamento de dezembro de 2016.

Na oportunidade, o chefe do executivo Dr. Thiago Meira e seus assessores apresentaram as alternativas possíveis para quitar o débito com os servidores.

Dr Thiago garantiu que vai pagar o salário de dezembro dos servidores públicos municipais, porém planeja uma engenharia financeira para saldar esse débito deixado pela gestão anterior.

O prefeito ressaltou no entanto que trabalha prioritariamente para fechar a folha de janeiro, depositando nas contas dos servidores o salário do mês em curso.

Dr, Thiago disse que um grande esforço se fará necessário para honrar seus compromissos com os servidores, tendo que arcar logo de início com esse abacaxi deixado pelo sistema derrotado.

Do Blog de Toni Martins

Prefeita Rosalba anuncia que salários de janeiro serão pagos em dia


A Prefeitura de Mossoró vai pagar a folha do funcionalismo de janeiro dentro do mês. A garantia foi dada pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP) ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM).

Rosalba recebeu os representantes do sindicato no final da manhã desta segunda-feira (16), no Palácio da Resistência. O encontro atendeu solicitação da categoria e estabeleceu o diálogo entre governo e servidores.

Foi apresentada a definição sobre o pagamento relativo ao mês de janeiro, que será em dia, além do terço de férias para os professores. Também foi garantida também a adequação do município à Lei do Piso Nacional.

A prefeita se comprometeu a encaminhar o projeto para aprovação da Câmara Municipal, assim que o legislativo retornar do recesso. Esperamos pagar o retroativo a partir de primeiro de janeiro, logo que a lei for aprovada”, destacou a prefeita Rosalba.

Com relação aos valores em atraso deixados pela administração anterior, a equipe econômica está concluindo o levantamento das informações e pretende dar uma previsão aos servidores em uma nova reunião agendada para o dia 26 deste mês.

 “Considero esse primeiro encontro muito positivo. Ouvimos todas as reivindicações e são todas preocupações  pertinentes. Estamos levantando todas as informações e em um grande esforço  para honrar os compromissos”, informa a prefeita.

DeFato

Com inflação, preços do aluguel caem quase 9% em 2016


Por G1
Os preços médios do aluguel residencial no Brasil caíram 8,95% em 2016, descontada a inflação oficial medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Os dados foram divulgados pelo índice FipeZap nesta terça-feira (17). A queda nominal (sem considerar a inflação) foi de 3,23%.

Em dezembro, os preços ficaram praticamente estáveis, com variação negativa de 0,02%, registrando valor médio de R$ 29,99 por metro quadrado nas 11 cidades pesquisadas. Todas as cidades monitoradas pelo índice tiveram queda real no preço médio do aluguel em 2016. Apenas em São Bernardo do Campo e Santos não houve queda nominal.


A cidade com o maior valor por metro quadrado para o aluguel, em dezembro, era o Rio de Janeiro (R$ 35,21), seguida por São Paulo (R$ 34,95%). As mais baratas foram São Bernardo do Campo (R$18,83) e Curitiba (R$ 16,57).

O Rio de Janeiro teve a maior queda no preço médio da locação em 2016, com recuo de 6,21%, seguida de Campinas, com redução de 4,71% no ano passado.

Rentabilidade do aluguel
O retorno dos proprietários com o aluguel foi de 4,4% ao ano em dezembro de 2016. A rentabilidade anual considera a divisão do valor do metro quadrado para locação pelo de venda do imóvel, multiplicado por 12.

Esse percentual foi mais baixo que a taxa de juros real, que foi de 6,9% em 2016. Essa taxa considera a expectativa de inflação para os próximos 12 meses e é medida pelo Banco Central. Também ficou abaixo da caderneta de poupança, que rendeu 8,3% no ano passado e foi maior que a inflação do período, de 6,29%.

A cidade de Santos, no litoral paulista, teve a maior rentabilidade das 11 pesquisadas pelo índice, com retorno de 6,3% no ano passado. Já a cidade menos rentável para o aluguel foi Curitiba (PR), com retorno anualizado de 3,5%. São Paulo apresentou rentabilidade média de 4,8% no mesmo período, e o Rio de Janeiro, 3,8%.

O cálculo do índice considera preços apenas de anúncios para novos aluguéis, sem incorporar a correção em contratos vigentes, cujos preços costumam ser reajustados pelo IGP-M/FGV ou índices similares, de acordo com os contratos estabelecidos.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Itep começa identificação de presos mortos na rebelião de Alcaçuz


O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) começou na tarde desta segunda-feira (16) o trabalho de identificação dos corpos retirados da Penitenciária Estadual de Alcaçuz depois da rebelião que deixou pelo menos 26 mortos no fim de semana.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) confirmou que, dos 26 mortos retirados da penitenciária, 15 estão decapitados e pelo menos dois, carbonizados.

Segundo o Itep, os corpos estão em uma carreta-frigorífico no quartel da Polícia Militar e de lá serão levados para o Instituto, no bairro da Ribeira. A intenção é examinar quatro corpos por dia, mas o processo pode levar até um mês, informou a direção do Itep.

A identificação pode ser feita em até três etapas. Primeiro, os peritos tentarão identificar os mortos pelas impressões digitais. Em segundo caso, pela arcada dentária, a partir do raio-x da face. Se também não der certo, farão exame de DNA.

As famílias dos que forem identificados serão chamadas para fazer o reconhecimento presencial.

Com informações do G1.Com